Mês Vocacional




Com o tema: “Cristo nos salva e nos envia” e o lema é “Quem escuta a minha palavra possui a vida eterna” (cf. Jo 5,24), a Igreja no Brasil celebra durante o mês de agosto, o Mês Vocacional que é um tempo dedicado à oração, reflexão e ação nas comunidades com foco nas vocações. O tema deste ano vem da Exortação Apostólica Pós-Sinodal, Christus Vivit (Cristo vive), do Papa Francisco.


Cada domingo do mês é dedicado à celebração de uma vocação específica – sacerdócio e os ministérios ordenados; família; vida consagrada, e a vocação dos cristãos leigos e leigas – aqueles que dedicam suas vidas para os serviços pastorais e missionários.

A primeira semana de agosto é dedicada aos ministérios ordenados – as vocações dos diáconos, presbíteros e bispos que tem a missão de servir a comunidade, a exemplo de Jesus Bom Pastor.

O Cartaz


A ilustração, feito pelo padre Reinaldo de Sousa Leitão, busca em traços gráficos, dar visibilidade à necessidade da escuta e do discernimento, para continuar reafirmando e testemunhando a fé por meio de ações vocacionais que possibilitem o florescimento de todas as vocações; e para a construção de uma cultura vocacional que anime e cultive a semente do chamado, em todos os estágios da vida.


A seguir uma explicação:

Nele, o destaque é Jesus Cristo, que está no centro de nossa vida e missão. Seguindo seu exemplo, somos testemunhas do amor de Deus no mundo e guiados por seu Espírito de comunhão e sinodalidade vocacional.

Jesus Cristo é o grande animador vocacional, que desperta em nossos corações o dom vocacional oferecido pelo Pai.

Jesus Cristo é aquele que sopra o Espírito de Amor em nossas vidas, para testemunharmos as maravilhas da Boa-nova vocacional ao mundo: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância” (cf. Jo 10,10).

Jesus Cristo oferece um coração ardente de amor, que se compadece das multidões cansadas e abatidas (cf. Mt 9,36).

Jesus Cristo aponta o caminho itinerante da verdade e da vida.

Jesus Cristo é chagado de amor pelas marcas do seu testemunho de fidelidade e obediência ao projeto vocacional do Pai.

Que o Mês Vocacional 2021 continue seu objetivo de irradiar o compromisso e o zelo da Igreja por todas as vocações, sempre conscientes de que não somos nós os detentores do convite vocacional, mas instrumentos do chamado de Jesus Cristo, autor e princípio da visibilidade vocacional trinitária!

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo