História

 

São Geraldo nasceu em 1726, em Muro Lucano, lugar pequeno do sul da Itália. Teve a sorte de ter uma piedosa mãe, Benedetta, que o despertou para o amor infinito e misericordioso de Deus.Perdeu o pai aos doze anos e, por isso, se tornou o apoio da família. Depois de quatro anos como aprendiz de alfaiate, desistiu da profissão para trabalhar como criado do bispo de Lacedônia.

 

Os amigos o alertaram para não aceitar o emprego, em função dos maus tratos que os funcionários recebiam do prelado, mas isto não foi suficiente para impedir Geraldo de trabalhar. Durante três anos, ele se ocupou de tudo e permaneceu junto do bispo até a sua morte. Geraldo aceitava o sofrimento por amor a Deus e como parte integrante do seguimento de Cristo. "Sua Excelência me quer bem", dizia. Assim, Geraldo passava longas horas diante do Santíssimo Sacramento, o mistério do Senhor crucificado e ressuscitado.

São Geraldo

 

Santos Redentoristas

"Dar a vida pela Copiosa Redenção"

BEATOS REDENTORISTAS

Missionário da humildade."

Em 1745, aos 19 anos, voltou para Muro, onde começou a exercer por conta própria o ofício de alfaiate. O negócio ia bem; ele separava o necessário para sua mãe e sua irmã e doava o restante para os pobres ou mandava celebrar missas para as almas do purgatório. Não houve na vida de Geraldo uma súbita conversão. Sua santidade foi construída por amor e dedicação a Deus e pelo serviço aos irmãos.

 

Decidido a se entregar totalmente ao Senhor, pediu para ser capuchinho, mas não foi aceito. Conheceu, então, os redentoristas e resolveu integrar a Congregação, mas recebe também uma recusa em função de sua frágil saúde. Porém, continuou insistindo até que o Padre Paulo Cáfaro o aceitou. Geraldo foi enviado ao noviciado em Iliceto, em 1749, com um bilhete que dizia: "Eu envio um irmão inútil."

 

Aí, em Iliceto, professou seus votos, no dia 16 de Julho 1752. Ao contrário do que todos imaginavam, o jovem irmão se destacava, diariamente, pelos excelentes serviços que prestava como porteiro, alfaiate e sacristão. Sua encantadora humildade, paciência e amor a Deus, no Santíssimo Sacramento, contribuíam para aumentar a cada dia a admiração que todos tinham por ele.

 

Conhecido por seus inúmeros milagres, ganhou tal fama de santidade que um grande número de pessoas vinham de longe para conhecê-lo e para pedir-lhe orações e orientações. Entre aqueles que o apreciaram e o veneraram por sua santidade se encontra a Venerável Maria Celeste Crostarosa. Geraldo morreu em Materdomini, no dia e na hora que ele tinha predito, 16 de outubro de 1755, de tuberculose.

Foi beatificado por Leão XIII, no dia 29 de janeiro de 1893 e canonizado por Pio X, no dia 11 de dezembro de 1904. É venerado no mundo inteiro como o patrono especial das mães e das famílias.

 

SANTOS REDENTORISTAS

São João Neumann

 

Zelo com os mais abandonados.

São Geraldo

 

Missionário da Humanidade.

São Clemente

 

Passos de um pioneiro.

Santo Afonso

 

Uma vida que nos inspira.