Porque Ele vive, eu posso crer no amanhã!

Sim, porque o Cristo vive ressuscitado, nós podemos também crer na vida nova que ele nos oferece na celebração de mais uma PÁSCOA, Pessach, passagem da morte para a vida, alegria contagiante que nos comunica a vida, e nos projeta para horizontes novos de esperança! A Ressurreição de Cristo é um evento real, que escapa a toda compreensão humana, é a prova de que a criatividade do amor de Deus Pai em Jesus Cristo não foi derrotada pelas forças da morte. Por conta desse acontecimento, toda a nossa compreensão de Deus e da força de seu amor Redentor toma novos contornos. Não é mais possível compreender da mesma forma o sentido da nossa vida, pois a Ressurreição transforma a nossa consciência, muda o sentido da nossa vida, nos faz homens e mulheres novos: “Por conseguinte, se alguém está em Cristo, é uma nova criatura: as coisas antigas passaram e tudo foi feito de novo!” 2 Cor 5, 17.    

 

Segundo o teólogo F. X. Durrwell: “Jesus não somente mereceu a Salvação para os homens, pagando o preço dos seus sofrimentos: por sua morte e ressurreição, tornou-se a Salvação do mundo, no qual os homens são convidados a entrar”. Isso significa que todos aqueles que participam deste mistério de fé, que estão unidos ao Cristo vivo, são envolvidos pela dinâmica de ressurreição, que dá energia e força para lutarmos contra toda negação da vida, de sermos testemunhas da vitória de Cristo, e por isso, libertos e salvos. Experimentamos na nossa própria carne o poder da ressurreição de Jesus! A vida que ressurge do sepulcro se derrama copiosamente sobre todas as coisas, pois o corpo do Ressuscitado está cheio de promessa, do sopro vivificador e do fogo transformador. O túmulo de Jesus não é ponto de chegada, mas sim ponto de partida. A esperança não morreu, pois Ele está vivo verdadeiramente! A experiência da ressurreição começa agora, é vida e esperança transbordante, capazes de envolver toda vida humana que se deixa tocar pelo mistério do Ressuscitado, tirá-la de todo o vazio de tantas mortes e dar-lhe um significado novo. E a consequência deste encontro de vida será o anúncio alegre de sua presença imortal na vida de cada comunidade que se dispõe a viver a experiência Pascal.    

 

É tempo de louvarmos e agradecermos ao Deus da vida por todos os sinais de esperança, notícias Pascais de que somos testemunhas! “A ressurreição já está sendo urdida, os tubérculos da alegria estão inchando úmidos, vão brotar sinos”, é o que nos lembra poeticamente Adélia Prado. São muitos os sinais de vida e ressurreição no meio onde vivemos e atuamos. Sinais cheios de uma esperança que não decepciona, que nos aponta caminhos novos e atitudes renovadas. Quanto bem nós podemos fazer com a nossa presença amiga, com o serviço e cuidado em favor dos nossos irmãos? Somos presença PASCAL na vida do nosso próximo? Tudo isso renova a nossa vocação cristã e missionária e nos enche de vida, porque somos geradores de gestos de acolhida, solidariedade e cuidado. O convite é para que possamos saborear a alegria da Páscoa neste tempo de renovação, mas também busquemos fazer a nossa passagem, PÁSCOA, de uma vida antiga para uma vida nova de filhos libertos e reconciliados, unidos com Aquele que é a vida de todas as coisas, como nos recorda o refrão da liturgia bizantina:


  “Cristo ressuscitou dos mortos. Pela morte ele venceu a morte. Aos que estão nos túmulos Ele deu a vida”.

 

Rodrigo Costa Silva
Noviço / Província do Rio
Fonte: www.provinciadorio.org.br

Please reload

Destaque

Música: Instrumento de Evangelização

November 22, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista