Solenidade do Santíssimo Redentor

 

Estimados amigos,

 

Celebramos no dia 20 de julho a festa do Santíssimo Redentor, que é o Patrono da Congregação Redentorista! Aproveitamos a data festiva para nós e partilhamos com você um texto de nossa espiritualidade:

 

Redentor

 

São múltiplas as estradas através das quais a Igreja procura penetrar o mistérios do Cristo, Senhor e Redentor. O Redentorista está convencido de que todas precisam confluir no amor. “Obrigam-se os Redentoristas, seguindo sempre o magistério da Igreja, a serem, entre os homens, servos humildes e audazes do Evangelho de Cristo, Redentor e Senhor, princípio e modelo da nova humanidade”. Este anúncio visa especialmente a Copiosa Redenção, isto é o amor de Deus Pai ‘que nos amou primeiro, e nos enviou seu filho, como propiciação pelos nossos pecados’(1Jo 4,10) e que pelo Espírito Santo vivifica a todos que n’Ele creem(n.6).

 

É um amor que não se deixa bloquear nem sequer pela recusa mais absurda: o da cruz. Olhando o Crucificado, o Redentorista encontra não a derrota, mas a vitória pascal no amor. Faz sua a perspectiva inculcada por Santo Afonso na Prática do Amor a Jesus Cristo: “Pôde dizer o grande amante de Jesus Cristo, São Paulo: O amor de Cristo nos impele (2Cor 5, 14). E quis dizer o Apóstolo que não tanto aquilo que Jesus Cristo sofreu, mas sim o amor que nos demonstrou ao sofrer por nós, nos obriga e quase nos força a amá-lo” ( em Opere Ascetiche, vol 1, Roma 1933, cap. 1, n. 8,5).

 

Porque é expressão de amor, a “redenção atinge o homem todo, aperfeiçoa e transfigura todos os valores humanos, para que todas as coisas sejam recapituladas em Cristo (cf. Ef 1, 10: 1Cor 3, 23) e conduzidas a seu fim: uma nova terra e um novo céu (cf. Ap 21, 1)” (Constituição 6).

Por isto, os Redentoristas não se cansam de anunciar que somente no Redentor “encontra verdadeira luz o mistério do homem... revelando o mistério do Pai e do seu amor revela o homem a si mesmo e descobre-lhe a sua vocação sublime” (Gaudium et spes, n. 22).

 

O Redentor é amor, que quer irradiar-se, comunicar-se, levando todos à pleniude e à felicidade. A sua Kênosis, até o absurdo da cruz (cf. Fl 2,6-11), desmente todas as “suspeitas” com relação a Deus que nossa cultura tem acumulado: Deus não limita o homem, mas se faz dom incondicionado, que enche de esperança toda a nossa história.

Dedicando-se com todas as suas forças ao anúncio da “Copiosa Redenção”, todo Redentorista sabe, como repetia Santo Afonso, que é seu “dever principal” o de “deixar em cada pregação que faz os seus ouvintes inflamados do santo amor” (Opere Complete, vol. III, Torino 1847-288).

Por isto, os Redentoristas procuram compreender o mistério do Redentor pondo-se sempre no lugar daqueles que mais necessidade têm dele, porque mais marcados pelas consequências nefastas do pecado.

 

O Redentor não é só quem deve anunciar, mas também quem deve “continuar” para que o anúncio seja autêntico. Compartilhar das dificuldades daqueles que têm mais empecilhos para abrir-se ao amor do Redentor, é sempre o primeiro passo para toda evangelização autêntica.

A vida cotidiana será indicada como o lugar em que o amor do Redentor atinge toda pessoa: enquanto dura, poderá abrir-se à esperança. Os pobres e os abandonados descobrirão a dignidade de batizados e a vocação à santidade.

 

Sabatino Majorano

 

 

 

A você, jovem, um convite! Vamos refletir um pouco? Pare, pense, elabore a Deus uma prece e a partir de sua leitura, medite:

 

 

  • Quais situações necessitadas de Redenção que você conhece?

  • Tem contato com pessoas ou grupos que exigem justiça ou libertação?

  • Como podemos descobrir neles (grupos/pessoas) sinais do Deus “que escuta o clamor dos oprimidos”?

  • Leia algum dos textos bíblicos e reflita sobre a experiência de Redenção que apresentam: Êxodo 3,1-12; Isaías 43, 1-7; Marcos 10,32-45. Que imagem de Deus revelam? Que dizem a você neste momento de sua vida?

 

  • Ó Deus, constituístes vosso Filho como Redentor do mundo e, por meio dele, vencida a morte, nos regenerastes misericordiosamente para a vida; fazei que, recordando esses benefícios, permaneçamos sempre unidos a vós pelo amor, e gozemos eternamente os frutos de vossa Redenção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

 

Meu abraço amigo,

 

Pe. Edson Alves da Costa, C.Ss.R.  

 

 

Please reload

Destaque

Oração pelas Vocações Redentoristas

November 11, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista