Vida Comunitária

A vida comunitária é uma vivência profunda no mistério do Amor de Deus por nós, na qual em torno de Jesus e guiado pelo Espírito Santo, nos reunimos enquanto discípulos missionários chamados à “vocação universal à santidade na Igreja” (Cap. V. Lumen Gentium). Portanto, podemos afirmar que a vivência comunitária tem seu início com a Santíssima Trindade, de forma que podemos contemplar nela a comunhão perfeita do Deus Uno, que é a fonte e o princípio das comunidades que se formaram em toda história do Cristianismo. Temos a exemplo disso o próprio Filho de Deus, que em torno de si reuniu 12 homens, formando uma comum-unidade para pregar a Boa-Nova do Reino do Pai, convidando outros a darem continuidade à comunidade dos apóstolos fazendo uma experiência particular e comunitária do Amor de Jesus e do mistério Pascal.

 

Portanto, somos impulsionados pelo Espírito Santo a vivenciar em comunhão fraterna a alegria e o entusiasmo pela vocação de missionários do Reino sempre em contínua dedicação ao Evangelho. Também a exemplo da comunidade dos Atos dos Apóstolos, a vivência comunitária nos dias de hoje é uma nova expressão atualizada na busca da práxis dos princípios evangélicos e da doutrina dos apóstolos. De forma que nos homens e nas mulheres que estavam a “caminho” (como eram chamados os primeiros cristãos) foi derramado o Espírito Santo no Dia de Pentecostes, dando a graça de constituir e agregar novos cristãos e abrindo assim as portas para que também nós possamos seguir este caminho, atualizando o modo de ser dos cristãos descritos em Atos dos Apóstolos.“eram perseverantes na doutrina dos apóstolos, na vida em comunidade, na fração do pão e nas orações. [...]. Unidos de coração, frequentavam todos os dias o templo e partiam o pão em suas casas, tomando as refeições com alegria e simplicidade de coração. (Atos, 2, 42.46).”

 

Eles se amavam, apesar das diferenças, viviam em comunhão e fraternidade, pois tinham a convicção da sua missão e a certeza de que o Espírito Santo estava com eles, dando-lhes a vivacidade e graça da santidade. Portanto, toda comunidade e o seu modo de vida estão enraizados no mistério de amor do Deus, que é uno e trino, de forma que a vivacidade da comunidade se dá na relação fraterna e na cumplicidade. Tendo em vista que a comunidade de fé é formada pelo mistério trinitário, Deus Pai, Filho e Espírito Santo, concluímos que as primeiras comunidades, que foram formadas após a vinda do Espírito Santo, eram, desde o princípio, alicerçadas nesta comunhão trinitária, fazendo com que até os dias atuais se perpetuasse este mistério que nos une.

 

De modo que fomos chamados por Cristo a viver a nossa missão no seio de uma comunidade religiosa, cultivando os momentos importantes que vivemos em comum, como a Eucaristia, os retiros e as orações. Da mesma forma os momentos mais simples do cotidiano, como por exemplo, as refeições, as reuniões e as formações. Jesus se faz presente nas situações mais simples do cotidiano, vividas em comum ao ponto de atingir o ápice da sua revelação quando Ele parte o pão e se faz comunhão com nós.

 

Gédson Pablo Mendes Santos – seminarista da Comunidade Vocacional São Clemente

 

Please reload

Destaque

Segundo Noviciado Redentorista

January 22, 2020

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista