A busca pela fé amadurecida deve ser constante

Presidida pelo Promotor Vocacional dos Missionários Redentoristas, Padre Edson Alves da Costa, C.Ss.R., a missa das 19 horas na praça da Basílica em Curvelo (MG), encerrou ontem a programação religiosa do penúltimo dia da Oitava de São Geraldo. A celebração teve participação especial do Instituto Secular das Cooperadoras da Família, da Comunidade Católica Palavra Viva, dos colégios Santo Antônio, Padre Curvelo e Darwin e da Juventude Missionária Redentorista (JUMIRE) de Curvelo. Cerca de 40 crianças, vestidas como São Geraldo, prestaram homenagem como o Santo.

Abrindo a homilia, o Padre Nelson Antônio Linhares, C.Ss.R., disse que o ano litúrgico apresenta santos e santos, propondo um modelo de santidade. De cara, já foi chamando a atenção dos fiéis:

- Ser devoto não é ter um office boy para falar com Deus onde não posso chegar. Em primeiro lugar, é um estímulo para olhar sua vida e nos fortalecer a sentir como ele; é fazer santos homens e mulheres que foram missionários para que possamos ser santos também. São Geraldo morreu cedo, com 29 anos, tendo pouco tempo de vida, mas teve atitude e comportamentos profundos, que deixaram marcas profundas na Igreja. Foi um religioso forte na fé e servo de Deus na Esperança, arrastando para esta praça hoje pessoas de outras cidades até de fora do Estado.

Em seguida, afirmou que o Santo foi forte na fé de Deus como experiência do projeto Dele que se realizou em Jesus Cristo. A fé é um dom, presente de Deus que cabe aos homens e mulheres responder. A questão é que nem sempre as pessoas estão dispostas a acolher a presença de Deus em seus corações. Também ressaltou que “não existe uma fita métrica para medir mais ou menos fé”. Mais importante é o que chamou de “fé amadurecida”, visualizando uma “experiência da Igreja com qualidade frágil, que não coloca em Deus, mas na superstição, o seu amparo. Não coloca em Deus a razão de  sua vida, mas nos astros”, encarreirando os exemplos: horóscopo, tarô, gato preto... É um deus fraco”.

- A razão não está na palavra de Deus, mas em amuletos. Tem gente que coloca até o terço como amuleto, transforma coisas muito simples em amuleto se não dá sentido para aquilo. Deus está comigo e responde a Deus na caridade, no amor, no Evangelho. Quem tem fé não tem medo, sabe que Ele não o abandona. Sou filho e amado por Deus, não sou filho perdido. São Geraldo foi forte, enfrentando problemas a partir de sua experiência de fé. Quanto mais íntimo de Jesus, mais milagre enxergava, ficando alegre no coração, vendo que não existe acaso, coincidência – enfatizou.

Segundo Padre Nelson, Deus está presente na realidade da vida, que não é apenas festa, pois todos nós experimentamos a dor e a cruz, a fragilidade e a queda. O problema, conforme frisou, é quando não existe fé: então, a pessoa desanima, enfraquece na fé, fica com depressão, se desequilibra e se perde. “Quem tem fé, como Maria no pé da cruz e São Geraldo, não perde o equilíbrio, pois sabe que Deus está ali. Tira de nós o medo. Tem gente que tem tanta intimidade com Deus pela Eucaristia que na hora difícil segura na mão de Deus para caminhar. Você saberá disso nos momentos desafiantes da vida. Acredite profundamente no amor de Deus”, declarou.

 

Ao falar sobre a esperança, foi incisivo ao declarar que não se trata de ficar acomodado, esperando cair do céu e encostado nos outros, “esperando a vida me levar”. Ao contrário, a espera deve ser ativa, significando realizar a parte humana cristã baseada na promessa divina, certo de que “o Senhor é meu Pastor e nada me faltará”, “tudo posso naquele que me fortalece” e “se Deus é por nós, nada será contra nós”.

 

Também frisou que esta esperança não é a do dinheiro, da vaidade, da beleza e da inteligência, mas sim aquela que “brota de uma experiência íntima com Deus”, de quem não se contenta com “uma vida mais ou menos”, baseada no “vai levando”.

 

- Pessoas que não pensam em voar como águias, preferem ficar ciscando milho no terreiro, porque não têm esperança, são negativas, não querem mudar. É muito fácil apontar que não estão crescendo culpando outros e formando fila com os desanimados. Não! Não nasci para ter uma vida mais ou menos. Não se deixe levar pelo negativismo das pessoas. A questão é colocar Deus em sua vida, amado por Ele e fortalecido para as lutas da vida. Os momentos de tristeza existem e passam, com tristeza no coração, mas passam. São Geraldo venceu todas as dificuldades acreditando no que queria, vivenciando uma experiência profunda no com Jesus e a Eucaristia, diante de Jesus sacramentado, de joelhos. Portanto, acreditem profundamente no amor de Deus. São Geraldo não aceitou meias medidas, não desanimou. Revigorou seu sonho para ser mais. Aprenda isto, romeiro: não permita, jamais, que te impeçam de ser mais, que queira crescer. Lute pelo que deseja! Persevere!

 

Please reload

Destaque

Música: Instrumento de Evangelização

November 22, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista