Trabalhos missionários de hoje na terra de São João Neumann

 O Missionário Redentorista, Pe. Carlos Viol, esteve na cidade de Filadélfia, Estados Unidos (EUA), onde se encontra o Santuário de São João Neumann, o primeiro santo canonizado nos Estados Unidos. Pe. Carlos Viol é Redentorista da Província do Rio e ecônomo geral da Congregação do Santíssimo Redentor e esteve no local para a reunião do Secretariado de Finanças da Congregação, que aconteceu entre os dias 10 e 12 de novembro.

 

Na Filadélfia, os Missionários Redentoristas da Província de Baltimore são responsáveis pela Paróquia de São Pedro Apóstolo e Santuário de São João Neumann, onde se encontra o corpo do santo redentorista. “A Comunidade Redentorista (Província de Baltimore) é acolhedora e organizada. Creio que o fato de o corpo do santo se encontrar no Santuário e a presença constante de pessoas fazem desse santuário um lugar especial de oração e de contato com o mistério de Deus”, conta o sacerdote.

 

A região onde se encontra o Santuário sempre foi marcada pela presença de migrantes. Existem até celebrações que são feitas em espanhol. De acordo com Pe. Viol, apesar de não haver multidões de peregrinos, como em outros santuários, sempre há grupos visitando o local. “Conversando com um confrade que atua no santuário sobre as peregrinações, ele disse que são mais comuns alguns grupos vindos das dioceses mais próximas. Mas o que me chamou a atenção foi que existe esse movimento constante”, relata.

 

São João Neumann

 

São João Neumann foi para os Estados Unidos quando ainda era um jovem seminarista da Boêmia, em 1836, aos 25 anos. Foi ordenado sacerdote pelo bispo de Nova Iorque, no mesmo ano, e teve uma intensa atividade missionária, atendendo em lugares distantes e de difícil acesso. Em 1840, entrou para a Congregação do Santíssimo Redentor e tornou-se o primeiro redentorista na América.

 

Para padre Viol, todas essas características de São João Neumann, canonizado em 1977, pelo Papa Paolo VI, fazem do santo um verdadeiro Missionário Redentorista: “São evidentes seu zelo e sua missionariedade. Seja pelo fato de sair de seu país de origem e também de não permanecer na sacristia. A opção pelos pobres, de modo especial, seu empenho na assistência aos migrantes e à educação das crianças foram e são marcas do carisma redentorista e que fizeram parte de seu ministério”.

 

Fonte: www.provinciadorio.org.br

Please reload

Destaque

Segundo Noviciado Redentorista

January 22, 2020

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista