Comunidades Vocacionais vivenciam dinâmica de carnaval

Teve início na tarde de ontem e vai até o dia terça-feira, 17, a Dinâmica de Carnaval das Comunidades Vocacionais Santo Afonso (CVSA) e São Clemente (CVSC), no Seminário da Floresta, em Juiz de Fora (MG).  O espírito do encontro começou antes mesmo que ele iniciasse, com os jovens indo caminhando das comunidades até o Seminário.  

 

De acordo com Padre José Maurício de Araújo, C.Ss.R., formador da Comunidade São Clemente, o objetivo do retiro é já apresentar  o dia a dia, o funcionamento das casas e integrar os jovens . “Esse é o primeiro contato com os seminaristas. Na verdade, são momentos para promover conversas, troca de ideias, fortalecer os laços vocacionais, a convivência das comunidades. Aproveitamos para descansar, refletir, falar das questões essenciais do cotidiano”, afirma o formador.

 

Sobre a forma como está organizado o encontro, o sacerdote explica que, pela manhã, cada formador tem seu momento com os respectivos seminaristas e, à tarde, acontecem os momentos de encontro das duas comunidades.  Para o Irmão Pedro Magalhães, C.Ss.R.,que está auxiliando o Padre Alfredo Avelar, C.Ss.R. na Comunidade Vocacional Santo Afonso, o retiro é importante para entrosar os seminaristas novatos com os veteranos. “O período da tarde dedicado à pratica de esportes com horários mais livres, aproxima  os jovens.  Esta dinâmica  funciona como uma parada para aqueles que  deram início aos estudos. É também uma primeira revisão da caminhada de preparação vocacional”.  Irmão Pedro destaca que, embora seja tudo novidade, já que  pela primeira vez trabalha no setor de formação, está se sentindo muito bem.

 

- Conviver coma juventude me rejuvenesce, faço junto com eles minha retomada. Lembro  de quando estive na mesma casa, só que agora ajudando na formação dos jovens. Assim continuo me formando; esse processo é constante.

 

Novidade

Para alguns jovens tudo  é novidade. O seminarista Lucas Lima, de Curvelo (MG), chegou no início da mês na CVSA e afirma estar se adaptando bem. “Ainda sinto saudades de casa, do trabalho, mas os companheiros e formadores me ajudam bastante”. E, para ele, dar esta parada no Retiro, ajuda muito nesta etapa. “Os períodos de formação pela manhã, o estudo dos documentos da Congregação e os momentos de entrosamento nos fortalecem. Está sendo muito bom”.   O  também  recém chegado, Leonardo Martins, que é natural de Lagoa Santa, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), diz já ser acostumado com os retiros no carnaval, por fazer todos os anos em sua comunidade.  “Estou aproveitando o momento para buscar mais conhecimento, entrosar com os colegas. Está sendo muito agradável”.

 

Embora tenha ido direto para a comunidade Vocacional São Clemente por ter chegado  com o Ensino Médio concluído, José Carlos Pereira,  de  Rezende Costa (MG), tem boas referências dos redentoristas, pois convivia com um padre desta Congregação em sua cidade. José Carlos acha que o encontro está colaborando muito para o seu entrosamento com os demais jovens, pois alguns ainda não conhecia.  O seminarista Thiago Souza, nascido em Coronel Fabriciano, também  não passou pela Santo Afonso, por ter feito ensino superior. Ele afirma que, além de poder interagir com todos, está desfrutando do ambiente de calma e silêncio, longe da confusão, para descansar, conviver mais intensamente com quem ali está. 

 

Veja mais fotos

Please reload

Destaque

Oração pelas Vocações Redentoristas

November 11, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista