São Geraldo Majela: Irmão Redentorista

 

 

No dia 16 de outubro a Congregação Redentorista celebra a festa de São Geraldo Majela. Geraldo nasceu no dia 06 de abril de 1726, na cidadezinha de Muro Lucano, Sul da Itália, e foi batizado no mesmo dia. De uma família simples, seu pai, sr. Domingos, era alfaiate e, sua mãe, D. Benedita, uma mãe exemplar e muito dedicada ao serviço do lar. Geraldo teve três irmãs, sendo ele o mais novo da família. Aos dez anos, fez sua Primeira Comunhão. Com doze anos de idade, seu pai veio ao falecimento. Logo começou a trabalhar para sustentar sua família. Tornou- -se aprendiz na alfaiataria da cidade, onde foi muito maltratado. Sob a custódia do bispo de Lacedônia, também sofreu muito com sua falta de temperança. Apesar de tudo, Geraldo acolhia com docilidade tais sofrimentos, na certeza de que realizava a vontade de Deus. Com 19 anos, montou uma alfaiataria. O trabalho prosperou. Porém não guardou dinheiro. O que recebia doava praticamente tudo para os pobres.

 

Desde cedo, Geraldo sentia- -se chamado por Deus para a vida religiosa. Por duas vezes tentou ingressar na ordem dos capuchinhos, mas não foi aceito, devido à fragilidade de sua saúde. Entretanto, Deus tem seus caminhos. Em 1749, os Missionários Redentoristas pregaram as santas missõesem Muro, percorrendo as três paróquias da cidade. Geraldo participou profundamente das missões e teve a clareza que Deus lhe chamava para ser um destes missionários. Procurou, então, o superior da equipe missionária, Pe. Cáfaro. E a resposta não foi diferente: “Geraldo, a Congregação Redentorista não é para você. Você é muito fraco para aguentar o ritmo de nossa vida”. Geraldo insistiu tanto em acompanhá-los, que padre Cáfaro sugeriu à sua família que, na partida dos missionários, o trancasse em casa. Assim foi feito. Mesmo assim, Geraldo amarrando lençóis desceu pela janela e partiu ao encontro dos missionários. Fez uma caminhada de 19 km até alcançá-los. Diante de tamanha persistência, Pe. Cáfaro o acolheu.

 

Após um período de formação, Geraldo fez os primeiros votos religiosos, no dia 16 de julho de 1752, tornando-se, de fato, um irmão leigo redentorista. Na Congregação Redentorista, Geraldo foi um incansável trabalhador: exerceu vários ofícios: jardineiro, sacristão, alfaiate, porteiro, cozinheiro, carpinteiro e também fez crucifixos. Seu único objetivo, em tudo, era fazer a vontade de Deus. Tinha a mente sempre elevada a Deus. Na sua profunda intimidade com o Cristo Eucarístico, nos ensina a exercer, com solicitude, o amor a Deus e aos irmãos. Viveu na Congregação Redentorista durante três anos e três meses. Veio a falecer no dia 16 de outubro de 1755, com 29 anos de idade, vítima de tuberculose. Devido à propagação de seus milagres, foi canonizado pelo papa Pio X, em 1904. É conhecido como o santo protetor das mães gestantes. Que São Geraldo interceda por nós para que, seguindo o seu exemplo, sejamos fiéis discípulos de Jesus Cristo, no exercício de nossa missionariedade cotidiana.

 

Pe. Américo de Oliveira, C.Ss.R. Superior Provincial

 

Fonte: Akikolá Ano 33 N° 287 Outubro 2015

Please reload

Destaque

Oração pelas Vocações Redentoristas

November 11, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista