Santíssimo Redentor

 

“Deus rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, quando estávamos mortos por causa dos nossos pecados, nos fez reviver com Cristo”. (Ef 2,4-7).  Este foi o aspecto que Santo Afonso soube captar em sua vida: o grande amor por Jesus Cristo e o entranhado amor por aqueles que Deus ama, sobretudo os mais abandonados. Para viver este amor, Santo Afonso faz o mesmo caminho do Redentor: aniquilou-se ao extremo para continuar a presença e missão do Salvador. Na sua caminhada de vida empenhou-se para que todas as pessoas se sentissem prediletas de Deus, principalmente os humildes.

 

Celebrando a solenidade do Santíssimo Redentor, nos deparamos com o lema da Congregação Redentorista: "Copiosa apud eum Redemptio"(Nele a Redenção é Copiosa). Ou seja: o amor de Deus Pai, que nos amou primeiro, enviou seu Filho Jesus, como propiciação pelos nossos pecados, e pelo Espírito Santo vivifica a todos os que nele creem. A abundância redentora reside na: "Misericórdia que é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre."(Papa Francisco).

 

Para a misericórdia ser completa, "o perdão e a reconciliação são dimensões substantivas da Copiosa Redenção". "Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor (perdoante) cobre multidão de pecados." (1 Pd 4,8). "Perdoar pertence à paz de espírito. Supõe coragem e segurança interior. Perdão: procurar o outro para que o entendimento seja recriado. Intrigante esta postura de perdoar que Jesus descreve com original nitidez. O que devo superar em mim mesmo para assumi-la, eis a pergunta redentora. Importa perdoar, posto que sobram conflitos de mentalidade, diversidade de opiniões. Não há como justificar um clima de dissonância e desentendimentos que impeçam o diálogo, a conversa boa,  o contentamento." (Pe. Dalton CSsR).  E continua o Pe. Dalton: "O exercício da misericórdia, face às miúdas ocasiões de desgaste liberta-nos do despreparo em saber lidar com nossas reações intempestivas que destilam falta de amabilidade."

 

Talvez o nosso interior esteja abarrotado de preocupações, incertezas, medo, inveja. É preciso parar, reconciliar-se e abrir não só a porta mas o telhado do coração de nossa existência. Deus entrará, porque Ele é nosso Pai misericordioso e espera sempre para nos abraçar, nos beijar e celebrar conosco a alegria de viver a Copiosa Redenção.

 

Fica a proposta de Santo Afonso para nossa caminhada diária: "Toda santidade consiste em amar Jesus Cristo, nosso Deus, nosso sumo bem e nosso Salvador".

 

José Adriano Gonçalves  Missionário Leigo Redentorista - Unidade Rio. Autor do livro “Caminhar com Maria para seguir Jesus”.

 

Fonte: www.provinciadorio.org.br

Please reload

Destaque

Música: Instrumento de Evangelização

November 22, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista