Comunidade Vocacional Santo Afonso começa o ano de formação

Uma Celebração Eucarística na terça-feira, 7 de fevereiro, com a presença de padres, seminaristas da Comunidade Vocacional São Clemente e leigos marcou a abertura das atividades do ano na Comunidade Vocacional Santo Afonso.  A Missa presidida pelo Superior Provincial, Padre Américo de Oliveira, C.Ss.R., contou com momentos especiais que marcam a entrada dos jovens seminaristas na primeira etapa de formação na Congregação Redentorista. 

 

O lema que direciona a Comunidade Vocacional Santo Afonso é: “Crescer e florescer como gente na verdade, liberdade e responsabilidade” e a casa é coordenada pelos Missionários Redentoristas, Padre Fagner Dalbem e pelo Irmão Pedro Magalhães e neste ano serão 7 formandos.

 

Padre Américo lembrou aos jovens que a Santo Afonso é a base de todo o processo e que ali tudo começa. Ele destacou também quatro elementos ou posturas que norteiam a formação dos seminaristas na Congregação:

Abertura para o autoconhecimento: a busca de si mesmo faz com que cada um descubra os talentos a serem amadurecidos e as fragilidades a serem trabalhadas. O formando é o primeiro responsável pela sua formação; se não houver abertura não há amadurecimento e transformação.

Experiência profunda com Deus: é a chave para a boa caminhada. Não uma relação de medo, mas uma consciência de Deus que leva ao crescimento.

Autonomia solidária: é essencial na vida religiosa, principalmente para o Redentorista que tem como objetivo o cuidado com os mais pobres e abandonados. Na vida comunitária que se aprende a ajudar o outro. Todas as atividades na casa de formação tem um significado, são sinais concretos de abertura e solidariedade.

Formação Qualificada: Santo Afonso se preocupou muito com a formação. E o missionário precisa estar bem preparado para estar próximo de quem precisa. Mas há de destacar que mais importante que conquistar o diploma é conseguir ver o mundo sob a ótica Redentorista.

Padre Américo finalizou a homilia destacando a importância da participação dos leigos na formação dos jovens seminaristas. Comentou ainda que “a caminhada é desafiante, às vezes até pesada, mas que é também muito linda”.

 

Durante a celebração, Padre Fagner entregou aos seminaristas a cruz Redentorista e Irmão Pedro Magalhães fez a entrega das chaves da casa. Neste momento o irmão falou da simbologia da entrega do objeto:

- Só entregamos a chave de nossa casa a quem confiamos e quando a entregamos, estamos dizendo: entre a casa é sua.

 

Padre Fagner salientou que cada leigo deixa uma marca importante na vida do seminarista e lembrou que os formadores podem ir até certo ponto e que quem faz o caminho de formação é o próprio jovem, que precisa deixar se formar.

 

 

 

 

Please reload

Destaque

Segundo Noviciado Redentorista

January 22, 2020

1/10
Please reload

Notícias recentes

Please reload

MÍDIAS SOCIAIS

 

Notícias

Acompanhe todas as notícias do Secretariado Vocacional Redentorista